CARTA DE COMPROMISSO TRIÊNIO 2019/2022

0
312
Olá, Psis
Leia abaixo, na íntegra a carta de compromisso firmada pelos membros da gestão do triênio 2019/2022 do Sindicato dos Psicólogos no Estado do Paraná.
PRESIDENTE:
MARLY PERRELLI
VICE –PRESIDENTE:
THIAGO BAGATIN
1ª SECRETÁRIA:
BIANCA S. SCHEIFER
2° SECRETÁRIO:
ADJUTO DE E. FABRI
1° TESOUREIRO:
ITALO ESPER
2° TESOUREIRO:
LUCIANO NADOLNY
CONSELHO FISCAL:
ANDRÉ MARCELO BAUDRAZ
JULIANA DOS SANTOS LOURENÇO
SUPLENTES:
ILSE DE FREITAS BASTOS
PAULO JOSÉ COSTA
DANIELE JASNIEWSKI
TELMARA CARSTEN VIEIRA
MARA BARAN
FERNANDA P. CARNEIRO
IVAN B. DE CAMARGO JÚNIOR

 

 

CARTA DE COMPROMISSO SINDYPSI

CARTA DE COMPROMISSO

 

Nós, sindicato dos psicólogos do Paraná – gestão 2019-2022 comprometemo-nos junto às psicólogas e psicólogos do estado, representados pela diretoria do SindypsiPr – gestão 2019-2022, com os seguintes princípios e propostas:

  1. Fortalecer a organização das psicólogas e psicólogos enquanto classe trabalhadora, incentivando a categoria a se associarem ao Sindypsi-Pr;
  2. Lutar pelo piso salarial regional e a redução da jornada de trabalho;
  3. Defender um trabalho digno a todas as psicólogas e psicólogos, sejam autônomos, CLTistas ou estatutários, posicionando-se contrário a todo e qualquer tipo de flexibilização das leis trabalhistas, como as terceirizações, os pregões, os contratos temporários, os vínculos mediante PJ (pessoa jurídica) e as reformas que retiram direitos dos trabalhadores;
  4. Defender o trabalho das psicólogas e psicólogos autônomos que estabelecem convênios, garantindo condições dignas para o exercício da profissão, com reajustes periódicos na tabela de honorários;
  5. Posicionar-se contrário a todas as formas de opressão e a favor dos Direitos Humanos da população em situação de rua, privados de liberdade, LGBTI+, negros e negras, mulheres, indígenas, adolescentes em conflito com a lei, dentre outros;
  6. Realizar campanha estadual contra a medicalização da vida e da sociedade;
  7. Defender as diretrizes da Luta Antimanicomial em todos os espaços destinados à formulação de políticas públicas, posicionando-se favorável à implementação da Rede Substitutiva com recursos público e condizente com a demanda da população;
  8. Posicionar-se contrário à internação compulsória, entendendo que ela criminaliza o usuário e fere frontalmente os princípios da Reforma Psiquiátrica (Lei 10.216/01);
  9. Lutar inserção do “psicólogo na escola”, projeto lei 365/2019 (Tramitando na Assembleia Legislativa do Paraná);
  10. Organizar matérias do Sindypsi-Pr na Revista Contato do CRP, para atualizar os psicólogos sobre a questões do sindicato;
  11. Manter a participação da diretoria do Sindypsi-Pr nas reuniões de entrega da CIP (Carteira de Identidade Profissional) às novas psicólogas e psicólogos com a presença de seus membros ou por vídeos;
  12. Apoiar a atuação do Sindypsi-Pr no interior do estado, possibilitando a articulação com as subsedes do CRP;
  13. Disponibilizar um espaço de participação dos psicólogos no Sindypsi-Pr para debate que categoria propor.

Sem comentários

Deixe uma resposta

*